Skip to main content

UPA de Divinópolis funciona sem alvará sanitário e com container de medicamentos expostos

By 22/09/2022Gerais

Medicamentos estavam cobertos por plástico e expostos à chuva; Denúncia foi feita pela vereadora Lohanna França

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Divinópolis funciona sem alvará sanitário e com container de medicamentos expostos à ação do tempo. A denuncia foi feita, nesta quinta-feira (22/9), pela vereadora Lohanna França (PV) após fiscalização feita pela Comissão de Saúde.

O alvará apresentado está com a vigência de abril de 2021, com um protocolo de renovação por 90 dias. Lohanna questiona a falta de fiscalização por parte da Semusa.

“A Semusa, que é tão ativa para fiscalizar o ente privado, na hora de fiscalizar a UPA está comendo barriga? Precisa fiscalizar direito o que é privado e o que é público também”.

A vereadora disse que durante a fiscalização foi encontrado um container cheio de medicamentos, com plástico tampando, expostos à chuva.

“Tinha medicamentos dentro que estão expostos à umidade e com risco de potencial perda”, destacou.

Em um container as caixas com medicamentos refrigerados estão em cima de paletes de madeira, em desacordo com as normas sanitárias.

“A transição está sendo mal feita porque a Semusa está deixando a IBDS solta para fazer o que quiser. A Secretaria está omissa nessa situação”, destacou.

A Comissão de Saúde oficiará a Semusa sobre a situação encontrada na UPA.

A reportagem pediu posição à assessoria de comunicação da prefeitura e aguarda retorno.