Skip to main content

Vereador de Itapecerica pede CPI da Copasa

Os 10 vereadores assinaram o pedido de CPI, segundo Sinval (Foto: Divulgação)

Os 10 vereadores assinaram o pedido de CPI, segundo Sinval (Foto: Divulgação)

O vereador de Itapecerica, Sinval Diniz Oliveira (PR) conseguiu a assinatura dos 10 vereadores, contando com a dele, pedindo a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguar possíveis irregularidades cometidas pela Copasa e descumprimento do contrato. A falta d’água na cidade colocou em evidência um sistema de abastecimento arcaico.

Dentre os fatos apontados pelo vereador está a falta d’água registrada no final do ano passado e já o início deste; planejamento e alternativas para solução de captação da água e investimentos previstos; situação atual do abastecimento e perspectivas para o futuro em curto, médio e longo prazo; análise do tratamento e cobrança da taxa de esgoto; e análise do contrato de concessão.

“Nosso objetivo é fazer com que a Copasa faça mais uma captação de água, pois atualmente é somente no rio gama, como também, reservatórios e represas para solucionar o grave problema a curto, médio e longo prazo”, argumenta.

Instauração

O presidente da Câmara, Omar Macota (DEM) em entrevista ao PORTAL confirmou que irá nomear a comissão. Entretanto, segundo ele, até o momento o requerimento não chegou às mãos dele.

“Assim que chegar vou analisar, mas com certeza vou instaurar porque a população já está passando por isso há muito tempo, então precisamos analisar esse contrato e ver qual a responsabilidade da Copasa e do município também”, afirmou.

Copasa

No ano passado, moradores precisaram recorrer as minas (Foto: Wellington Vieira/DestakNews)

No ano passado, moradores precisaram recorrer as minas (Foto: Wellington Vieira/DestakNews)

Por meio de nota, a Copasa voltou a reafirmar que estão sendo efetuadas manobras operacionais em Itapecerica, com o objetivo de minimizar o impacto na distribuição de água nos momentos de pico de consumo e para garantir o abastecimento em todas as regiões de maneira alternada.

Durante estas manobras, executadas desde o início da semana, foram também feitos estudos de avaliação do comportamento hidráulico do sistema visando a ativação dos poços.

Esses poços, perfurados pela Copasa no final de 2014, estão sendo equipados para complementar a vazão do ribeirão do Gama. O primeiro poço tem previsão para entrar em operação na próxima semana, e o segundo, dentro de 15 a 20 dias.

Além disso, está prevista a continuidade da perfuração de outros poços profundos em Itapecerica e Neolândia, conforme programação da Companhia. Em paralelo, a Copasa busca a solução das pendências ambientais junto à Regional de Regularização Ambiental (Supram) para dar continuidade à implantação de adutora de reforço na Barragem da Usina.

Já sobre as informações contratuais em relação a investimentos já feitos até hoje e programados para até o fim do contrato não foram informados. A assessoria avisou que o levantamento está sendo feito. O contrato de concessão é de 20 anos e termina no próximo ano.

O setor jurídico da prefeitura informou desconhecer as manobras dos vereadores para instauração de uma CPI.

Amanda Quintiliano

Sou fundadora do Portal Gerais. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora. Mãe da Cecília, na desafiadora e gratificante tarefa de maternar, empreender, realizar-se.

Leave a Reply