Skip to main content

Vereador se revolta com post da prefeitura e ataca comunidade LGBTQIA+

By 29/06/2022Política

“Até quando vamos ter que engolir isso?”, disparou o Reveter Rainer; Declarações geraram revolta e protesto por parte dos moradores

O vereador de Pedra do Indaiá Reverter Rainer (PSL) gerou revolta após uma transmissão ao vivo. Na transmissão ao vivo feita na noite desta terça-feira (28/6), ele faz vários ataques contra a comunidade LGBTQIA+, além de ofensas a mulheres.

As declarações ocorreram após uma postagem feita pela prefeitura da cidade em apoio ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+.

“Essa conversinha ladainha do “carai”, pensa para ver, prefeitura posta lá, dia internacional do orgulho sei lá do carai, caxxx… todo dia eles inventam um nome, e a gente que se vira para acompanhar essa palhaçada”, começou a transmissão.

O parlamentar ainda se disse “estressado” com o que chamou de “situação”. Na mesma linha, ofendeu mulheres e, ao mesmo tempo, afirmou que a comunidade LGBTQIA+ “quer dominar o mundo”.

“Primeiro vem esse feminismo, a gente fica meio imparcial, deixando de boa, presta atenção que vou te falar, mulher não conquistou nada não, foi dado. Vocês não querem só respeito, vocês quere dominar os homens, dominar o mundo. Vocês querem essa briga mesmo?”, afirmou em tom de revolta.

“Quanto tempo vocês acham que vocês duram? Porque nós, como homens, respeitamos vocês muito. Sempre respeitamos. Mas para vocês não é suficiente. Vocês querem que a gente seja capacho. Mulher detesta capacho. Na hora que a gente virar capacho vai meter um chifre na nossa cabeça”, disparou.

E não parou:

“O que vocês querem? Que merda é essa? Até quando vamos ter que engolir isso? Todo dia essa palhaçada afrontando a família. Vi crente curtindo isso. Que vergonha. Vai ler sua bíblia”, afirmou, classificando como “pouca vergonha”.

“Prefeitura apoia essa pouca vergonha”.

Assista aos vídeos: 

 

As declarações geraram revolta. Uma manifestação foi realizada na noite de hoje (29/6) em Pedra do Indaiá. Uma comissão também foi formada por moradores que foram até à câmara em protesto, eles alegam homofobia, misoginia e racismo. Eles pedem um pedido de desculpas público e a cassação do mandato.

Os vereadores também aprovaram uma nota de repúdio contra Reveter Rainer.

Veja a nota da prefeitura na íntegra:

“A cerca dos fatos envolvendo as declarações do Vereador Reveter Rainer, a Administração Municipal de Pedra do Indaiá esclarece que: acredita que é dever do poder público, bem como de qualquer cidadão, respeitar todos os segmentos da sociedade e suas orientações (seja religiosa, cultural, ou quaisquer outras afins).

A publicação feita pelo perfil da administração no dia 28/06/2022, em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ tem a conotação de cumprimentos e apoio à comunidade que merece todo nosso respeito.

Apesar de ser terrivelmente contrária ao posicionamento expresso pelo vereador, a administração municipal não fará pronunciamento quanto às declarações do parlamentar em questão.

A administração espera o posicionamento justo da Câmara Municipal de Pedra do Indaiá e lembra que a mesma é composta em sua maioria por mulheres honradas e trabalhadoras que receberam o voto dos eleitores municipais para lutar pelos direitos de todos e todas. Acredita ainda que a mesa diretora e os nobres edis saberão conduzir a matéria com sensatez e com a seriedade que merece.

A administração se solidariza profundamente com todos que se sentiram agredidos com as falas do parlamentar.”