Vereadores aprovam R$ 273 mil para compra de máquina de limpeza de lotes

Incluído em regimento de urgência, projeto causou alvoroço em plenário

Ilídio Luciano

Na reunião ordinária desta terça-feira (11), os vereadores de Divinópolis aprovaram por 11 votos, sendo apenas um contrário, o projeto do Executivo Municipal, que propunha a suplementação de crédito adicional, no valor de R$ 273.033,50 mil por parte da prefeitura. O dinheiro deverá ser aplicado na compra de uma máquina, que serve para a limpeza de lotes, conhecida como “bob cat”.

Com a pauta sem nenhum projeto, a proposta foi incluída em regime de urgência e causou alvoroço. O vereador Matheus Costa, único a votar contrário a inclusão, questionou o porquê dele não ter sido incluído na ordem do dia, já que nenhum outro estava em pauta.

“Chega aqui, suplementação, dois projetos do Executivo. Eu não tenho bola de cristal, não sei ler mãos, não sei ler o que se passa na cara de vocês. Esse projeto poderia muito bem ter passado nos gabinetes dos vereadores, para que pudéssemos ler e nos inteirar sobre o projeto, não simplesmente jogar aqui e pedir para ser incluído e votado. Peço à mesa mais clareza quanto a esses projetos”, argumenta.

O presidente Kaboja explicou que as pautas vazias em dia em que há entrega de comendas, foi um pedido de vários vereadores.

O vereador Adair Otaviano pediu para que seus colegas parlamentares parassem com demagogias.

“Gostaria de pedir para que os nobres vereadores parassem de demagogia nesta casa. Se o prefeito não realiza obras, não pede para agir é criticado, agora, quando vem à essa casa de Leis pedir um aditivo, para a compra de uma máquina que servirá para a limpeza da cidade, também é criticado? Hora, vamos parar com demagogia e ajudar a realizar o trabalho para o bem da comunidade. Afinal de contas, estamos aqui para trabalhar em prol da população de Divinópolis. Nós não somos donos do poder, somente estamos na condição de vereador e assim estaremos, somente enquanto a população nos permitir estarmos aqui”, lembra.

Mesmo após as críticas dos vereadores de oposição, o projeto recebeu 11 votos favoráveis e apenas um contrário, de Edsom Sousa (sem partido).

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.