“Você quer quebrar a cidade, governador?”, dispara Azevedo sobre novas restrições

Vereador criticou novas medidas e cobrou instalação de leitos emergenciais para evitar impacto na economia

O vereador Eduardo Azevedo (PSC) utilizou as redes sociais no fim da tarde desta quinta-feira (3/6) para criticar a nova classificação da macrorregião Oeste no Minas Consciente. Embora ainda esteja na onda vermelha, medidas restritivas mais severas foram impostas, como fechamento de academias, salões de beleza e limitação do funcionamento de bares e restaurantes até as 19h. As restrições começam a partir de domingo (6/6).

O vereador tratou como “prejudicados” estes setores e disparou: “Você quer quebrar a cidade, governador?”

Ele também não poupou o secretário de estado de Saúde Fábio Baccheretti.

“Você tem noção (do impacto ao fechar estes setores)? Não tem! Porque seu salário cai rigorosamente todo mês”, alfinetou.

As medidas foram classificadas como “hipocrisia” por Azevedo que disse que comércio fechado não reduz índice.

“Para com essa hipocrisia. Divinópolis não pode mais parar. Os números tem condições de ficar na onda vermelha, porque Divinópolis tem que pagar o pato por causa das outras cidades?”.

Ele ainda mexeu com outra ferida, a promessa de abertura de leitos emergenciais.

“Trazendo leitos vai resolver”, declarou.

A assessoria de comunicação da prefeitura disse que o Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19 irá se reunir nesta sexta-feira (4/6) para analisar os indicadores e definir o que será feito.

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.