Zema reafirma compromisso para concluir hospital regional, diz Domingos

O anúncio depende do acordo judicial que está prestes a ser homologado entre o governo de Minas Gerais e a Vale

A conclusão do Hospital Regional de Divinópolis deve ser anunciada como prioridade pelo governador Romeu Zema nos próximos dias. O anuncio depende do acordo judicial que está prestes a ser homologado entre o governo de Minas Gerais e a Vale, como compensação pelos danos socioeconômicos provocados pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

Domingos Sávio participou de atos ao lado do governador, em Papagaios, nesta quinta-feira (22), e comemorou a intensão do Governo de Minas. “Hoje, para quando está prevista a retomada das audiências judiciais para homologação do acordo com a mineradora, eu tive a satisfação de estar com Zema e pude reivindicar a importância de se priorizar a conclusão do Hospital Regional de Divinópolis”, destacou Domingos Sávio.

“O governador reafirmou comigo o compromisso de que, tão logo conclua o acordo com a Vale, o nosso Hospital Público, em Divinópolis, será o primeiro a ser concluído”, comemorou o deputado.

União de esforços para a saúde pública

Domingos Sávio reforçou com o governador o compromisso de indicar emendas parlamentares junto ao Ministério da Saúde e buscar recursos em Brasília para ajudar no funcionamento da unidade. “Zema já pode contar com meu total apoio de indicar emendas e buscar recursos financeiros junto ao Governo Federal para equipar e garantir as despesas de custeios”, completou o deputado.

Histórico de trabalho

Domingos Sávio sempre saiu em defesa da conclusão do Hospital Regional de Divinópolis, formalizando pedidos e cobrando o repasse dos recursos por parte do estado. Atualmente, a unidade tem aproximadamente 80% das obras concluídas e a falta do recurso do estado impede a conclusão das intervenções.   

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.